Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Que bom é ser mãe...

Uma Coca-Cola partilhada numa esplanada junto à praia num final de tarde de verão, numa 2ª feira, eu a ler e a escrever, o meu filho a pintar e a tagarelar... há programa melhor do que este?

Especiais são todos os momentos que passamos com os que mais amamos e com quem temos grande afinidade.

Com o meu filho partilho momentos de grande paz, tranquilidade e amor!

É maravilhoso viver momentos assim..., de uma enorme ternura e simplicidade.

Que bom é ser mãe...!!!

Está tudo nas nossas mãos...

"Quem não cresce pelo amor, cresce pela dor."

Esta é uma frase que não é minha, mas concordo inteiramente com o seu sentido.

De facto não há mais formas de crescer e acontece não poucas vezes termos muito amor e não o aproveitarmos para crescer e evoluir enquanto pessoas, valorizando o que temos, sendo necessário perdê-lo para ter a noção do quão importante era para nós e nas nossas vidas. Mas por vezes nem assim temos de imediato consciência da dimensão da perda... só com o decorrer do tempo é que a dor se agudiza, chegando a tornar-se quase insuportável.

Mas, afortunados os que quando percebem o equivoco ainda vão a tempo de o remediar, porque não há pior do que a tristeza de ter cometido um erro e não ser possível voltar atrás para remediá-lo.

Errar é humano e perdoar é divino, mas nem sempre tal acontece e é lamentável quando deixamos o comboio passar e não volta a passar outro com aquele destino.

Por isso é preciso pensar bem antes de tomar atitudes drásticas, porque, por vezes, se tentarmos e não desistirmos à primeira é possível contornar os obstáculos e sair vitorioso perante a adversidade e aí é que reside a verdadeira essência da vida. É com estas conquistas que nos sentimos de facto felizes, realizados e percebemos que afinal tudo vale a pena...

Está tudo nas nossas mãos... só não vale é desistir!!!

 

Como eles crescem...

Todos os que são pais devem partilhar deste sentimento... "como crescem tão depressa os nossos filhos!" Como rapidamente passam de bebés a crianças, logo a adolescentes e seguidamente a adultos e nós sempre a envelhecer... tal é a lei!

Bem, eu ainda só passei a fase de bebé a rapazinho, mas foi tudo muito rápido. Foi num abrir e fechar de olhos e já tem 7 anos (a caminho dos 8).

Passou muito depressa, mas ao mesmo tempo já fizemos tantas coisas juntos... Além dos cuidados básicos, partilhamos horas e horas de riso, dança, palhaçada e brincadeiras, conversas infindáveis, desabafos, "dramas" e medos infantis, planos para o futuro, algumas horas de estudo (isto delegamos mais na escola), toneladas de mimos e afecto e muitas declarações de amor.

Felizmente tem sido tudo muito intenso nestes 7 anos de vida do meu principezinho...

Descontem o exagero, mas mãe é mãe e às mães tudo é permitido quando se trata de falar dos seus filhos e eu não sou excepção, por isso quero dizer-vos que amo o meu filho da forma mais incondicional que pode haver e tento respeitá-lo o mais possível na sua individualidade... e não é fácil porque ponham individualidade nisso... Mas como é maravilhoso o meu, ainda e sempre, bebé!

É incrível como sinto que após estes 7 anos o meu amor por ele ainda está em crescendo assim como a minha admiração e respeito pelo ser gerado dentro de mim com tanto amor e carinho.

É melhor não me alongar mais senão desistem de continuar a ler, mas tenho a certeza que sentem todos o mesmo em relação aos vossos filhos e isso é que é importante.

Amem-nos muito, mas acima de tudo nunca percam a oportunidade de o dizerem, se possível todos os dias e até mais do que uma vez ao dia. Eles agradecem porque receber amor nunca é demais e vocês estão a dar aos vossos filhos o alicerce mais importante para as suas vidas... o amor próprio que fará deles homens e mulheres confiantes e determinados.

O amor não faz mal a ninguém e nunca é em excesso nem nunca ninguém se "perdeu" na vida por ter tido amor a mais. Mas não confundam amor com presentes, porque o amor de que vos falo é o que se traduz em afecto, carinho, beijos, abraços, declarações de amor e todas as formas que tenham de lhes dizerem que os amam e estarão incondicionalmente a seu lado!

Aproveitem cada minuto que possam do crescimento dos vossos filhos e façam-nos felizes o mais possível que eles agradecem e o Mundo também por ter pessoas mais felizes a povoá-lo!

Sejam Felizes...