Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Porque é que é tão difícil...

Porque é que é tão difícil desligarmo-nos do passado? Porque é que é tão difícil desligarmo-nos do que não tem importância e valorizar o que realmente importa na vida? Porque é que nos custa tanto cortar com os hábitos do passado e criar novos hábitos mais saudáveis e que nos tornem pessoas melhores e mais felizes?

Mesmo tendo consciência de tudo isto não é fácil porque como animais de hábitos que somos não é fácil "formatar o disco". Não é fácil apagar tudo e começar de novo e muitas vezes só o fazemos quando as circunstâncias da vida nos obrigam a fazê-lo... e aí é tudo muito mais penoso.

Por isso vos digo, se conseguirem mudar para melhor por vossa iniciativa, sem ser por imposição da dor, tanto melhor. Para tal utilizem os exemplos que estão à vossa volta como exemplos a não seguir e sirvam-se deles para mudar enquanto é tempo, para que a mudança não seja acompanhada de muita dor e sofrimento.

Antecipem-se às contrariedades da vida e dêem o primeiro passo.

Não sejam como a Gabriela "Eu nasci assim, eu cresci assim e vou ser sempre assim"...

O que seria a vida sem amor...

Para os que julgam ser possível viver sem amor, desenganem-se... mais cedo ou mais tarde perceberão o quão triste é estar só, não ter amigos verdadeiros, não ter um companheiro com quem partilhar todas as alegrias e tristezas e tudo mais que vos apeteça.

É claro, e já vos tenho dito, o mais importante é gostarmos de nós próprios, mas ninguém consegue ser totalmente feliz vivendo só. Se, amarmo-nos é maravilhoso, amar o(s) outro(s) não é menos gratificante. E é melhor ainda quando esse amor (seja ele na forma que for e por quem for) é correspondido.

A vida é curta, o tempo passa a correr,... por isso o que sugiro desta vez é que aproveitem, mas aproveitem mesmo, todo o tempo que tenham disponível para fazerem o que mais gostam e para estarem com as pessoas que mais amam e com quem têm mais afinidade. Não se inibam de exteriorizar sentimentos pois não custa dinheiro, ainda não se paga imposto e o resultado pode ser no mínimo surpreendente...

Passem tempo juntos, com a família, com os amigos, com aqueles que vos fazem bem e vos proporcionam momento de paz, harmonia e tranquilidade!

Desfrutem da vida!!!