Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Que cansaço...

Não pretendo transformar este blog no "muro das lamentações", mas a verdade é que é neste espaço que aproveito para desabafar um pouco, para me sentir aliviada e também, na esperança de, através da partilha da minha vida, poder ajudar alguém, pelo menos a sentir-se menos só e incompreendida.

A verdade é que apesar de tudo o que tenho partilhado convosco e que considero muito bom, neste meu processo evolutivo, sinto-me cansada, extremamente cansada...

Estou tão ocupada a pensar na vida e no que posso e devo fazer para cimentar o meu amor próprio que acabo por deixar as questões materiais para segundo plano e neste momento começo a pensar que tenho mesmo que me desviar um pouco do foco e tratar de questões práticas pendentes que têm mesmo que ser resolvidas e por mim (é o que acontece a quem está só e não pode partilhar).

As alegrias ainda posso partilhar convosco, mas as questões praticas do dia a dia têm mesmo que ser tratadas por mim.

Não me tenho dado mal, nesta área da minha vida, desde que ficou tudo centrado em mim, mas confesso que agora, pela primeira vez estou a vacilar um pouco.

Precisava de parar para descansar, pôr as ideias em ordem e estruturar melhor as coisas, mas com um filho, maravilhoso, comigo o tempo quase todo e com todas as tarefas a meu cargo, confesso que não consigo, pelo menos por enquanto. Mas prometo que vou esforçar-me para conseguir, porque com força e garra tudo se consegue.

A vida é feita de desafios e bom é enfrentá-los e ultrapassá-los.

Desejo que todos consigam ultrapassar as dificuldades.

A felicidade não tem preço e está dentro de nós!

Sejam Felizes!!!

E quando a paciência chega ao limite...

É lamentável, na sociedade em que vivemos, que haja pessoas tão egoístas que "esticam a corda" constantemente e levam a paciência ao limite.

Ser boa, caridosa e humilde é uma virtude, mas há que perceber quando alguém abusa da confiança e da bondade...

Confesso que não entendo a incapacidade que certas pessoas têm de ver que as atitudes que tomam estão a desrespeitar o espaço de outras.

Ninguém é dono da vida do outro e as responsabilidades de cada um têm que ser assumidas pelo próprio. Assim sendo, podemos apenas dispor da nossa vida, nunca interferindo e desrespeitando a do outro.

"A liberdade de cada um termina onde começa a dos outros." Este é um principio fundamental, a ter em conta!

Pessoalmente, entristece-me muito quando sinto que alguém está a abusar da minha generosidade e tenta, consciente ou inconscientemente, levar a minha paciência ao limite,... denota uma profunda falta de respeito.

É claro, que nestas situações, não sou eu que me devo sentir mal, pois nunca nos devemos arrepender de fazer o bem, mas é difícil ficar insensível.

Para quem pratica estes actos, sugiro que reflita melhor sobre eles e perceba se está ou não a alcançar o objectivo, assim como, se está a magoar de facto a pessoa que pretende atingir e não outra que é ainda mais inocente.

Vale a pena pensar, para que o arrependimento não venha mais tarde...