Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Gostar de viver só...

Ontem fui jantar com um amigo que vive sozinho tal como eu, tendo apenas o filho que partilha com a ex-mulher, mas não tem uma companheira com quem partilhe a vida.

Admitimos os dois que estávamos bem assim, que temos uma vida mais calma e tranquila do que quando éramos casados. Agora temos paz, sossego e não há discussões e eu fui mais longe dizendo até que estou a viver a fase mais tranquila e feliz da minha vida, pois quando chego a casa sinto uma paz e uma harmonia como nunca antes tinha sentido.

Mas a verdade é que não estou a defender a vida solitária, até porque, por alguma razão nascemos em sociedade e não isolados numa qualquer ilha deserta e o facto de me sentir agora mais feliz do que nunca, nada tem a ver com o facto de estar só mas sim com o facto de me ter descoberto neste últimos meses, de ter sido "obrigada" a crescer e a amadurecer enquanto pessoa e mulher e de me amar agora, pela primeira vez, em primeiro lugar e ter muito orgulho na pessoa que sou, independentemente do que os outros pensam ou dizem a meu respeito.

É por todas estas conquistas pessoais que me sinto hoje a viver a melhor fase a minha vida, comigo própria, interiormente. Mas tenho a humildade e honestidade de admitir que não faz parte do meu ideal de vida viver sozinha com o meu filho (até porque ele é passageiro na minha vida), porque não é assim que a vida faz sentido para mim.

Apesar de tudo o que me aconteceu com o que julgava ser o grande amor da minha vida e para toda a vida, continuo a acreditar nesse grandioso sentimento, o maior e mais importante na vida, e continuo com a certeza de que ainda serei muito feliz ao lado de alguém que me ame, me respeite e me admire tal e qual como eu sou e tenha muito orgulho em mim, tal como eu terei por ele, como é óbvio... só assim faz sentido para haver paz e harmonia no lar e para cada um respeitar o espaço do outro. Quando assim é, a união é "perfeita" e eu ainda acredito que com amor, respeito e humildade ela possa existir, se o orgulho e o egoísmo ficarem fora da porta...

Eu continuo a acreditar no poder do amor e que a vida faz muito mais sentido quando partilhada com aquele(a) que amamos, com todas as dificuldades e desafios que possam surgir, que podem até tornar-se interessantes de ultrapassar.

É lamentável que hoje em dia se desista tão facilmente do amor... mas a vida é assim, ainda temos muito que crescer e aprender...

Entretanto sejamos felizes da melhor forma possível!!!