Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

A recompensa...

Já passei por muito na vida, mesmo muito, não a nível material mas sim emocionalmente, especialmente porque sou uma pessoa inconformada com as fatalidades, com as tristezas e com a infelicidade, tão típica de um povo como o nosso. 

Somos o país do "vai-se andando" em vez do "está tudo bem"; aquele onde se vê habitualmente o copo meio vazio quando ele está, seguramente, meio cheio; onde cada um pensa que o mal só lhe acontece a si, pois o egoísmo e o egocentrismo não permite ver que há tanta gente a passar, sempre, por situações bem piores e onde o mais usual é ouvir "não tenho sorte nenhuma", quando a "sorte" somos nós que a fazemos e se não lutarmos pela nossa felicidade e pelo nosso bem estar diário, seguramente não há quem o faça por nós.

Enfim..., confesso que não gosto de partilhar deste espírito de coitadinha e desgraçada e esforço-me para fazê-lo cada vez menos.

A nossa vida a nós pertence e os únicos responsáveis pela nossa felicidade e bem estar somos, sempre e em primeiro lugar, nós mesmos. Não adianta pôr a culpa nos outros... enquanto o fizermos só nos estamos a enganar. E olhem que sei bem do que vos falo pois essa foi a minha tendência (postura, até) durante praticamente toda a minha vida.

Precisei de "bater mesmo no fundo" para acordar, de uma vez por todas para a vida, e perceber que a única responsável por tudo o que me aconteceu (bom e menos bom) fui acima de tudo eu e se me tivesse amado sempre em primeiro lugar, como estou agora a aprender a fazer, tudo teria sido muito diferente e provavelmente muito melhor.

Não lamento o passado, nem todos os erros que cometi, pois foram eles que me permitiram crescer e estar como estou hoje... feliz comigo, em primeiro lugar, e bem com a vida que tenho, apesar de todas as tristezas e contrariedades.

Vivo hoje mais centrada nas coisas boas da vida, aceitando com resignação tudo o que me acontece de menos bom, e sinto-me infinitamente melhor e mais feliz, atrevendo-me até a dizer que, interiormente, estou a viver a melhor fase da minha vida. Nunca me senti tão tranquila, confiante e em paz como agora.

Viver com muito amor, em primeiro lugar por nós próprios (não me canso de o dizer), é de facto para mim, neste momento, a minha maior riqueza!

Não lamento o que não tenho, valorizo sim, o mais possível, tudo o que conquistei... especialmente ao nível dos sentimentos e das emoções.

Vivam com muito amor que a felicidade é garantida!

Sejam felizes!!!

Há músicas assim...

Everlasting Love
Jamie Cullum

http://youtu.be/f3tROimHbuo