Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Aceitação...

Quando precisamos aceitar uma circunstância que não foi planeada, o primeiro impulso que temos é o de resistir à nova situação.

É difícil aceitar as perdas materiais ou afetivas, a dificuldade financeira, a doença, a humilhação, as traições.

A nossa tendência natural é resistir e combater tudo o que nos contraria e gera sofrimento. Agindo assim, estaremos a prolongar a situação. Resistir mantém-nos presos ao problema, muitas vezes perpetuando-o e tornando tudo mais complicado e pesado.

Noutras ocasiões, a nossa reação é a de negação e, por vezes, entregamo-nos a desequilíbrios emocionais como a revolta, a tristeza, a culpa e a indignação. Todas essas reações são destrutivas e desagregadoras.

Quando não aceitamos, tornamo-nos amargos e insatisfeitos. Esses padrões mentais e emocionais criam mais dificuldades e impedem-nos de ver as soluções.

Pode parecer que quando nos resignamos diante de uma situação difícil, estamos a desistir de lutar e a ser fracos. Mas não, apenas significa que entendemos que a existência terrestre tem uma finalidade e que a vida é regida pela lei de ação e reação; que a luta deve ser encarada com serenidade e fé.

Na verdade, se tivermos a verdadeira intenção de enfrentar com equilíbrio e sensatez as grandes mudanças que a vida nos apresenta, devemos começar por admitir a nova situação. A aceitação é um ato de força interior que desconhecemos. Ela vem acompanhada de sabedoria e humildade, e impulsiona-nos para a luta. É detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.

Existem inúmeras situações na vida que não estão sob o nosso controle. Resta-nos então acatá-las. É fundamental entender que esse posicionamento não significa desistir, mas sim manter-se lúcido e otimista no momento necessário. No instante em que aceitamos, apaga-se a ilusão de situações que foram criadas por nós mesmos e as soluções surgem naturalmente.

Aceitar é exercitar a fé. É expandir a consciência para encontrar respostas, soluções e alívio. É manter uma atitude saudável diante da vida.

É entregarmo-nos confiantes ao que a vida tem para nos oferecer.

Os sentimentos de amargura, desespero e revolta, que permeiam a nossa existência, são fruto das próprias dificuldades em lidar com os problemas. Lembremos que todas as dores são transitórias. Quando elas nos alcançarem, aceitemos com serenidade e resignação. Olhemos para elas como mecanismos da Lei Universal para que possamos crescer.

"Busquemos, desse modo, as fontes profundas do amor a que se reporta Jesus que o viveu, e o amor dir-nos-á como nos devemos comportar perante a vida, no crescimento e avanço."

É importante aceitar os obstáculos para depois contorná-los e ultrapassá-los por completo, para que deles não reste qualquer mágoa...

Necessidade da meditação...

"Você medita? 

Caso a sua resposta tenha sido não, está sempre a tempo de começar.

 

Através da meditação o homem adquire o conhecimento de si mesmo, penetrando na sua realidade íntima e descobrindo recursos que nele dormem inexplorados. 

Meditar significa reunir os fragmentos da emoção num todo harmonioso que elimina as fobias e as ansiedades, liberando os sentimentos que aprisionam o indivíduo, impossibilitando-lhe o avanço para o progresso. 

As pressões e excitações do mundo agitado e competitivo, bem como as insatisfações e rebeldias íntimas, geram um campo de conflito na personalidade. 

Esse campo de conflito termina por enfermar o indivíduo que se sente desajustado.

 

A meditação propõe a terapia de restabelecimento, conduzindo-o aos valores realmente legítimos pelos quais deve lutar. 

Não se faz necessária uma alienação da sociedade. Tampouco a busca de fórmulas ou de práticas místicas ou a imposição de novos hábitos em substituição dos anteriores. 

Algumas instruções singelas são úteis para quem deseja renovar as energias, reoxigenar as células da alma e revigorar as disposições otimistas. 

A respiração calma e profunda, em ritmo tranquilo, é fator essencial para o exercício da meditação. 

Logo após, o relaxamento dos músculos, eliminando os pontos de tensão nos espaços físicos e mentais, mediante a expulsão da ansiedade e da falta de confiança. 

Em seguida, manter-se sereno, imóvel tanto quanto possível, fixando a mente em algo belo, superior e dinâmico. Algo como o ideal de felicidade, além dos limites e das impressões objetivas. 

Esse esforço torna-se uma valiosa tentativa de compreender a vida, descobrir o significado da existência, da natureza humana e da própria mente. 

Por esse processo, há uma identificação entre a criatura e o Criador, compreendendo-se, então, quem somos, porque e para que vivemos. 

Esse momento não deve ser interrogação do intelecto. É de silêncio. 

Não se trata de fugir da realidade objetiva mas de superá-la. 

Não se persegue um alvo à frente. Antes, harmoniza-se o todo. 

O indivíduo, na sua totalidade, medita, realiza-se, libera-se da matéria, penetrando na faixa do mundo extrafísico.

 

É importante criar o hábito da meditação, após as fadigas. 

Reservar alguns minutos do dia para a meditação, para a paz que renova para outras lutas. 

Terminado o seu restabelecimento, ore e agradeça a bênção da vida, permanecendo disposto para a conquista dos degraus de ascensão que deve galgar com otimismo e vigor."

 

Eu criei este hábito e posso dizer-vos, é a minha experiência, que é muito libertador de energias negativas e permite reequilibrar o corpo e a mente.

Aconselho vivamente!

 

A verdadeira coragem...

"Você saberia definir, com exatidão, o que é coragem? 

Muitos, talvez, respondam a esta pergunta fazendo referência a atos impulsivos, impensados, e até mesmo violentos que, não raramente, colocam a vida de alguém em risco. 

Quase sempre esta palavra está associada à impetuosidade e à agressividade nos atos, o que leva os indivíduos a resvalarem na precipitação, incapazes de conter ímpetos de violência sob a desculpa de serem corajosos. 

Mas, então, qual o real significado desta palavra? 

O dicionário define coragem como constância, perseverança com que se prossegue no que é difícil de conseguir.

 

A coragem verdadeira traz, em si, o equilíbrio como base de todas as decisões, de todos os sentimentos, de todas as atitudes. 

Dá forças para suportar todas as dificuldades sem derrotismo; mas com o entendimento do que está acontecendo, e, consequentemente, com a possibilidade de buscar a melhor maneira de enfrentar qualquer situação. 

Quem é corajoso traz em si a serena confiança nas próprias resistências, não se expondo indevidamente, nem se permitindo os sentimentos inferiores de raiva, ou o desejo de vingança. 

Ter autodisciplina exige coragem. A autodisciplina desenvolve verdadeiros tesouros morais que enriquecem o ser humano. 

Coragem é conquista conseguida na sucessão das experiências evolutivas, entre as variadas dificuldades e sofrimentos, mediante os quais se adquire resistência moral e calma. 

É a força moral daqueles que, sendo pobres de haveres materiais, perseveram diante das dificuldades com resignação, sem desistir. 

É a força que impele os idealistas que, com convicção, defendem aquilo em que acreditam, e não forçam outros a neles acreditar. 

É necessário coragem para que o indivíduo se mantenha humano, se comporte de maneira adequada, sofra com dignidade, se alegre sem exageros. 

Pais corajosos educam seus filhos com base em valores morais e éticos. 

Filhos corajosos respeitam e amam seus pais, e não se deixam guiar por modismos ou frivolidades. 

Famílias corajosas mantêm-se unidas, e os seus membros apoiam-se mutuamente nas dificuldades, alegrando-se todos com os sucessos de cada um. 

O estudante corajoso valoriza a aprendizagem; o mestre corajoso não desiste jamais. 

O cidadão corajoso ama a sua pátria e respeita as leis vigentes. 

O ser humano verdadeiramente corajoso não tem medo de amar. Sim, amar a todos como nosso Jesus a todos recomendou. 

Nada igual à coragem de Jesus que nunca abandonou as Suas convicções, mas que, em nenhum momento usou de violência moral ou física para fazer com que Nele acreditassem ou que O seguissem! 

Nada igual à coragem de Jesus que a todos amou, entendeu e perdoou, mesmo nos momentos de maior sofrimento!"

 

A coragem é outra grande riqueza que cada um de nós deve trabalhar para conquistar.

Há valores que valem mais do que a maior fortuna...

O que é o amor...

"O amor

Numa sala de aula havia várias crianças. Quando uma delas perguntou à professora:

- Professora, o que é o amor?

A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura da pergunta inteligente que fizera.

Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse uma volta pelo pátio da escola e trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento de amor.

As crianças saíram apressadas e, ao voltarem, a professora disse:

- Quero que cada um mostre o que trouxe consigo.

A primeira criança disse:

- Eu trouxe esta flor, não é linda?

A segunda criança falou:

- Eu trouxe esta borboleta. Veja o colorido de suas asas, vou colocá-la na minha coleção.

A terceira criança completou:

- Eu trouxe este filhote de passarinho. Ele tinha caído do ninho junto com outro irmão. Não é uma lindo?

E assim as crianças foram-se colocando.

Terminada a exposição, a professora notou que havia uma criança que tinha ficado quieta o tempo todo. Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido.

A professora dirigiu-se a ela e perguntou:

- Querido, porque você não trouxe nada?

E a criança, timidamente, respondeu:

- Desculpe, professora. Vi a flor e senti o seu perfume, pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la para que seu perfume exalasse por mais tempo. Vi a borboleta, leve, colorida! Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná-la. Vi também o passarinho caído entre as folhas, mas ao subir na árvore notei o olhar triste de sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho. Portanto, professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do passarinho. Como posso mostrar o que trouxe?

A professora agradeceu, pois ela fora a única criança que percebera que só podemos trazer o amor no coração."

 

“Todas as coisas da criação são filhos do Pai e irmãos do homem.

Deus quer que ajudemos os animais, se necessitam de ajuda.

Todas as criaturas em desgraça têm o mesmo direito de serem protegidas.”

São Francisco de Assis

Humildade x Orgulho...

"Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra humildade, não é mesmo? 

Essa palavra é muito usada, mas nem todas as pessoas conseguem entender o seu verdadeiro significado. 

O termo humildade vem de húmus, palavra de origem latina que quer dizer terra fértil, rica em nutrientes e preparada para receber a semente. 

Assim, uma pessoa humilde está sempre disposta a aprender e a deixar brotar no solo fértil da sua alma, a boa semente. 

A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a hipocrisia ou com a pieguice. 

A humildade é a mais nobre de todas as virtudes pois somente ela predispõe o seu portador, à sabedoria real. 

O contrário de humildade é orgulho, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende. 

O orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade. 

Alguns exemplos talvez tornem mais claras as nossas reflexões.

Quando, por exemplo, uma pessoa humilde comete um erro, diz: "eu equivoquei-me", pois a sua intenção é de aprender, de crescer. Mas quando uma pessoa orgulhosa comete um erro, diz: "não foi culpa minha", porque se acha acima de qualquer suspeita. 

A pessoa humilde trabalha mais do que a orgulhosa e por essa razão tem mais tempo. 

Uma pessoa orgulhosa está sempre "muito ocupada" para fazer o que é necessário. A pessoa humilde enfrenta qualquer dificuldade e vence sempre os problemas.

A pessoa orgulhosa dá desculpas, mas não dá conta das suas obrigações e pendências. Uma pessoa humilde compromete-se e realiza.

Uma pessoa orgulhosa acha-se perfeita. A pessoa humilde diz: "eu sou bom, porém não tão bom como eu gostaria de ser".

A pessoa humilde respeita aqueles que lhe são superiores e trata de aprender algo com todos. A orgulhosa resiste àqueles que lhe são superiores e trata de pôr-lhes defeitos.

O humilde sempre faz algo mais, além da sua obrigação. O orgulhoso não colabora, e sempre diz: "eu faço o meu trabalho". 

Uma pessoa humilde diz: "deve haver uma maneira melhor para fazer isto, e eu vou descobrir". A pessoa orgulhosa afirma: "sempre fiz assim e não vou mudar meu estilo". 

A pessoa humilde compartilha as suas experiências com colegas e amigos, o orgulhoso guarda-as para si mesmo, porque teme a concorrência. 

A pessoa orgulhosa não aceita críticas, a humilde está sempre disposta a ouvir todas as opiniões e a reter as melhores. 

Quem é humilde cresce sempre, quem é orgulhoso fica estagnado, iludido na falsa posição de superioridade. 

O orgulhoso diz-se céptico, por achar que não pode haver nada no universo que ele desconheça, o humilde reverencia ao criador, todos os dias, porque sabe que há muitas verdades que ainda desconhece. 

Uma pessoa humilde defende as ideias que julga nobres, sem se importar de quem elas venham. A pessoa orgulhosa defende sempre as suas ideias, não porque acredite nelas, mas porque são suas. 

Enfim, como se pode perceber, o orgulho é grilhão que impede a evolução das criaturas, a humildade é chave que abre as portas da perfeição. 

Você sabe porque é que o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso? 

É porque foi humilde o bastante para colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios. 

Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha. E certamente estaria isolado."

 

Quem não consegue identificar os humildes e os orgulhosos no seu dia-a-dia?

Que bom é cultivar a humildade!!!

Aprendendo a pensar...

"Só aprendendo a pensar por nós mesmos, experimentaremos a liberdade.

Se continuarmos a pensar como os outros, somos… meros robots, escravos, marionetas.

A verdadeira Liberdade começa na nossa mente."

 

E que bom é quando somos e nos sentimos livres...

Se formos mais fieis ao que pensamos seremos mais seguros e tudo se torna melhor!

 

Esperança...

"Nem todas as batalhas poderão ser ganhas, mas é importante nunca perder a esperança, pois, a derrota de hoje, traz a sabedoria necessária para vencer amanhã!"

 

É fundamental nunca desistir, mesmo quando tudo parece correr mal e a luz não se vislumbra...

Enquanto há vida há esperança!!!

A minha escolha musical... #20#

Jump for my love
(duas versões)

http://youtu.be/bXJijG9rd7Q

http://youtu.be/Cm0QkvAdR6s

Hoje quero falar-vos...

Os que acompanham o meu blog já perceberam que valorizo muito os sentimentos e as emoções, que não me canso de dizer que o amor é o sentimento mais importante e que amarmo-nos sempre em primeiro lugar e acima de tudo é a nossa maior riqueza e o nosso maior alicerce para a vida.

Falo muito disto porque não é fácil viver segundo estes sentimentos e princípios, numa sociedade tão materialista como a nossa, em que ter ainda parece ter mais importância do que ser...

Não sei que imagem vos passo, mas hoje quero dizer-vos que apesar de trabalhar todos os dias, e é mesmo um trabalho diário e intenso, para ser uma pessoa cada vez mais guiada por sentimentos e valores morais do que por valores materiais, não é tudo fácil e os dias não são todos bons...

Aquilo que hoje tenho vontade de partilhar com todos é que as dificuldades existem sempre, as frustrações surgem aqui e ali, medos também os há, insegurança... alguma, tristeza... em muitos momentos, receio de não conseguir atingir os objectivos... sim! A diferença é que mesmo nestes momentos há sempre a fé, a esperança e a confiança em mim e num amanhã melhor, a certeza de que depois da tempestade vem a bonança e que chagará o dia em que tudo se voltará a compor e os meus pequenos, grandes objectivos vão ser alcançados.

Está sempre presente, em mim, a certeza de que com todos estes valores tudo é possível e semeando o bem e o amor a colheita será inevitavelmente compensadora.

Dias difíceis... há, embora com todo o trabalho desenvolvido sejam cada vez menos, mas importante é tirar deles as lições necessárias para progredir mais um pouco.

Assim se faz o caminho. Assim tenho feito o meu caminho, do qual me orgulho muito... cada vez mais, mas sempre com muita humildade!

Nunca desistam, mesmo quando tudo parece perdido.

O Sol volta sempre, depois da tempestade!

Sejam felizes!!!

A arte do amor...

"Comunicação, a arte de falar um com o outro, dizer o que sentimos e pretendemos, falando com clareza, ouvir o que o outro fala, deixá-lo certo de que o estamos a ouvir é, sem sombra de dúvida, a habilidade mais essencial para a criação e a manutenção de um relacionamento amoroso.

A afirmativa é de Leo Buscaglia, professor de uma Universidade da Califórnia. 

Ele diz que o mais alto nível da comunicação é o não verbal. O que quer dizer: se você ama, mostre isto em atitudes. Faça coisas amorosas para o outro. Seja atencioso. Coloque os seus sentimentos na prática.

Faça aquela comida favorita. Mande flores. Lembre-se dos aniversários. Crie os seus próprios feriados de amor. Não espere pelo Dia dos Namorados.

E ele relaciona alguns pontos importantes para que uma relação a dois se aprofunde e se agigante, vencendo os dias, os meses e os anos.

Diga sempre ao outro que o ama, através das suas palavras, das suas atitudes e dos seus gestos.

Não pense que o seu par já sabe disso. Ele precisa desta afirmação.

Cumprimente sempre o seu amor pelos trabalhos bem-feitos. Não o deprecie.

Dê o seu apoio quando ele falhar. Pense que tudo o que ele faz por você, não o faz por obrigação. E, estímulo e elogio asseguram que ele vai repetir a dose.

Quando você se sentir solitário, incompreendido, deixe-o saber. Ele sentir-se-á mais forte por reconhecer que tem forças para o confortar.

Afinal, os sentimentos, quando não externados, podem ser destrutivos.

Lembre que, apesar de amá-lo, o outro ainda não pode ler a sua mente. Não se feche em si mesmo.

Expresse sentimentos e pensamentos de alegria. Eles dão vida ao relacionamento.

É maravilhoso celebrar dias comuns, datas pessoais, como o primeiro encontro, o primeiro olhar, o dia da reconciliação depois de um breve desentendimento.

Dê presentes de amor sem motivo. Ouça a sua própria voz a falar da sua felicidade.

Diga ao seu amor que ele é uma pessoa especial. Não deprecie os sentimentos dele.

O que ele sente ou vê é a sua experiência pessoal, portanto, é importante e real.

Abrace sempre. A comunicação de amor não verbal revitaliza a relação.

Respeite o silêncio do seu companheiro. Momentos de quietude também fazem parte das necessidades espirituais de cada um.

Finalmente, deixe que os outros saibam que você valoriza quem ama, pois é bom partilhar as alegrias de um saudável relacionamento com os outros.

 

É possível que você esteja a pensar que todas essas ideias não são realmente necessárias entre pessoas que se amam. Elas acontecem de forma espontânea.

Mas, nem tanto. Nem sempre.

São esses vários aspectos da comunicação que constituem o alicerce de um relacionamento amoroso saudável. Eles também produzem os sons mais maravilhosos do mundo. Os sons do amor.

Experimente!"

 

Parece simples, não é?

Pena é que tantos de nós falhemos na simplicidade...

E tudo, digo eu, porque andamos focados e valorizamos demais o que é de menor importância, deixando os sentimentos para segundo plano...

É urgente mudar de direção para sermos todos mais felizes!

 

Pág. 1/8