Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Nunca é tarde...

Boa noite!!!

Aconteceu comigo...

Há uns anos atrás... havia um padeiro que me levava o pão, todos os dias, ao trabalho - o Sr. José. Foram anos de entrega diária e tornamo-nos amigos e confidentes das pequenas grandes coisas da vida. Partilhávamos histórias de vida e aprendi muito com ele.

Era um homem simples, de uma grande generosidade, que sempre me disse, em jeito de conselho, que apesar das contrariedades da vida temos que aproveitar todos os momentos e ser feliz todos os dias. Era um exemplo de alegria que contagiava!

Certo dia de outubro, antes dele chegar tive uma vontade quase incontrolável de o abraçar... mas como ser humano imperfeito que sou, e apesar de sermos já amigos, retraí o ímpeto com receio que ele interpretasse mal o meu gesto. Pensei então que estando o Natal a aproximar-se a passos largos, esperaria por essa ocasião para lhe dar o tão desejado abraço, reforçando mais uma vez o sentimento de amizade que nutria por ele e a importância que tinha já conquistado na minha vida. Acontece que na noite desse mesmo dia ele morreu, vítima de um ataque cardíaco fulminante.

Nem queria acreditar e aprendi com ele esta grande lição... nunca deixar para depois demonstrar de qualquer forma o amor que sentimos por alguém, seja na forma que for.

Deixar para depois um carinho, um olá ou mesmo um adeus é arriscar nunca mais poder dá-los.

Esta tendência egoísta que quase todos temos de guardar para nós o que sentimos pelos que nos são mais próximos não é mais do que um comportamento burro, medíocre, tosco e contra o que de mais belo existe na vida... o amor! (Perdoem-me a grosseria das palavras mas é apenas e só a minha opinião.)

Estar vivo permite-nos amar, tocar, dizer e ser... sermos nós mesmos e assumir as nossas fraquezas, medos e amores.
O amor nunca é feio, impróprio ou inadequado. Ele simplesmente acontece. Seja por um amigo, um novo amor, um irmão ou um filho.
Amor é para ser vivido, dito e acariciado.

Isto sim, faz da vida uma experiência incrível!!!

Eu acredito...

"Só precisas de alguém que te diga "Eu acredito em ti!"

Bom dia!!!

Apaixonadamente...

"Quem nunca amou apaixonada e irracionalmente ignora uma parte fundamental da vida.

Grandes lições são aprendidas quando paramos a mente e deixamo-nos guiar pelo coração."

 

Que benção, quando assim é...

Há momentos na vida...

"Há momentos na vida em que precisamos despedir-nos. Seja de alguém, seja de algum lugar ou de coisas que já não encaixam mais nas nossas vidas..."

O homem exigente...

"O homem comum é exigente com os outros; o homem superior é exigente consigo mesmo"

Marco Aurélio

É este o principio de tudo...

Não importa se os outros fazem ou nos dizem para fazer, importa é darmos o nosso exemplo, querermos sempre fazer mais e melhor.

Nós sempre em primeiro lugar...

A vida vai mostrando...

"Aos poucos a vida vai te mostrando por quem você deve lutar, e por quem você deve desistir."

Minimamente feliz...

"Minimamente feliz

Desde a infância aprendemos a sonhar com a felicidade no superlativo.

Mas, ao contrário do que os contos de fadas e os filmes infantis nos ensinaram, esse estado de pleno contentamento não é mágico nem duradouro.

Na vida real, o que existe é uma felicidade homeopática, distribuída em conta-gotas.

Às vezes, passamos tanto tempo preocupados em conseguir alcançar esse ou aquele objectivo, onde acreditamos estar depositada a nossa alegria, que nos esquecemos de nos alegrar com as pequenas coisas do dia a dia.

A felicidade não está no fim de uma longa jornada, mas sim em cada curva do caminho que percorremos para encontrá-la. Ela não deve ser o objectivo final, mas sim o resultado da caminhada.

Pequenos acontecimentos ou simples atitudes podem fazer-nos sentir um bem indescritível e deixar-nos imensamente felizes.

Presenciar um belo pôr-do-sol, receber um beijo carinhoso de alguém que estimamos, viajar nas páginas de um livro edificante, estar ao lado de uma pessoa que nos faz sonhar ou desfrutar da companhia de um grande amigo.

Caminhar no meio da natureza, ouvir uma música que nos encanta ou, simplesmente, reconhecer que somos capazes de provocar um sorriso na face de alguém.

Quando entendermos que a felicidade tão desejada pode ser a soma dessas pequenas coisas que nos deixam felizes, mudaremos o nosso conceito.

Na contabilidade das nossas vivências, se somarmos essas situações, com o cuidado e a delicadeza que merecem, perceberemos que elas podem trazer-nos pequenas ou grandes alegrias, ainda que fugazes.

É importante contabilizar tudo de bom que nos acontece.

Essa é a felicidade em doses homeopáticas.

Cuidemos para não passar a vida à espera de momentos espectaculares, de amores inimagináveis ou de grandes acontecimentos.

Usemos moderadamente a palavra quando. Serei feliz quando eu tiver filhos, quando eu tiver uma condição financeira melhor, quando eu tiver uma casa, quando encontrar alguém que me ame.

Troquemos essas ilusões por prazeres mais simples e poderemos ser felizes hoje mesmo.

É natural desejar uma vida de plena alegria. Procurar alcançar as aspirações faz parte da nossa realidade, mas não devemos condicionar a felicidade à realização de todos os desejos pessoais.

Somemos as pequenas alegrias que nos acontecem a cada instante.

Pode parecer uma soma modesta, mas é melhor ser minimamente feliz, várias vezes ao dia, do que viver eternamente em compasso de espera."

 

Pensem nisto e sejam felizes!!!

Um bom relacionamento...

"Um bom relacionamento é quando alguém aceita o seu passado, apoia o seu presente e incentiva o seu futuro."

Dia mundial da dança...

Hoje, para comemorar o dia mundial da dança nada melhor do que fazê-lo logo ao acordar (por volta das 7:30 horas)...

Assim começou o nosso dia, os dois a dançarmos a música preferida do meu filho, publicada ontem, com grande alegria e animação!

Há melhor forma de começar???

É maravilhosa a sensação de aproveitar todos os minutos da vida, e especialmente os que passo com o meu rebento, da melhor forma possível... a cantar, a dançar, a trocar mimos, numa alegria contagiante que dá sentido à nossa existência e nos torna ainda mais felizes!

Hoje acordei feliz e nada melhor do que poder comemorar a vida logo ao acordar.

Dancem muito, hoje e sempre, amem muito, hoje e sempre e sejam felizes, hoje e sempre!!!

Pág. 1/21