Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

A vingança...

Qual de nós considera a vingança como um ato de coragem, ou de covardia? 

Algumas pessoas acreditam que a vingança é uma demonstração de grande coragem. Afinal de contas não se pode tolerar uma afronta sem se rebaixar. 

Pensam que a tolerância e a indulgência seriam prova de fraqueza ou de covardia. 

Todavia, temos de convir que o ato de vingar-se jamais constitui prova de coragem. 

Geralmente, quando reagimos a uma ofensa fazemo-lo movidos pelo medo do agressor ou da opinião pública. 

Não importa que a nossa consciência nos acuse de covardia ou indignidade, o que nos interessa é que a sociedade não nos julgue assim. 

O mesmo não ocorre com relação ao ato de perdoar. O perdão, sim, exige do ofendido muita coragem e dignidade. 

Enquanto a vingança é uma ladeira fácil de descer, o perdão é uma ladeira difícil de subir. 

Algumas pessoas costumam enfrentar corajosamente os mais graves perigos, mas sentem-se impotentes para tolerar uma pequena ofensa. 

Escalam, com ousadia, altas montanhas, saltam de pára-quedas desafiando as alturas, enfrentam animais ferozes, aceitam os desafios do trânsito, navegam em mar revolto com bravura, mas não conseguem suportar um mínimo golpe da injustiça. 

Dão grande prova de coragem em alguns pontos, mas não relevam o ataque da ingratidão, da calúnia, do cinismo, da falsidade, da infidelidade. 

Realmente fortes são aqueles que conseguem conter-se diante de uma agressão. 

A verdadeira fortaleza está nas pessoas que não se descontrolam quando são ofendidas. 

Que não se impacientam quando são incomodadas. 

Que não se perturbam, quando são incompreendidas. 

Que não se queixam, quando são prejudicadas.  

Vale a pena pensar nisto!!!