Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Aos 45...

Sou uma mulher com 45 anos, mas sinto-me muito bem, melhor do que antes... Sinto-me mais segura, mais confiante, melhor do que nunca.

Passei, e continuo a passar, por uma fase de transformação pessoal, interior, que começou depois do fim do meu casamento, mas que objetivamente nada teve a ver com o fato de ter ficado sozinha; teve apenas a ver com um processo de crescimento que obrigatoriamente tinha que acontecer - "quem não cresce pelo amor, logo mais cresce pela dor". Com tanta resistência da minha parte, enquanto tive "distrações", acabou por acontecer depois de ter "perdido" quase tudo.

Já vos disse que o dinheiro distraí-nos e muitas vezes desvia-nos do caminho, assim como tudo o que é exterior a nós pode fazê-lo... Mas quando tudo isto falta, não há por onde "escapar", resta olhar para dentro, analisar tudo, refletir e mudar de atitude, para que de novo a vida volte a sorrir e o nosso mundo melhore.

Oiço, habitualmente, as pessoas dizerem que a felicidade não existe, existem apenas momentos felizes. Enquanto tive "tudo", também era isto que sentia e por melhor que fosse a minha vida, havia sempre uma sensação de vazio que me impedia de estar melhor. Perante a minha nova realidade tudo teve que mudar porque a dor era real, tinha nome, tinha forma e já pouco ou nada havia para a compensar... A partir daí, na falta de distrações e fugas, tive que optar: sentir-me infeliz até ao fim dos meus dias; procurar novas fugas; ou encontrar a felicidade dentro de mim para viver melhor, com alegria.

Tal como tenho vindo a partilhar convosco, não tem sido um processo fácil, a tristeza é visita regular - cada vez menos - e aceitá-la, vivendo-a com amor e felicidade, é o desafio. Hoje, posso dizer-vos, de viva voz, que a felicidade existe mesmo, como forma de estar na vida; é possível ser feliz todos os dias, mesmo naqueles em que a dor marca presença, determinada a consumir-nos. O segredo - o meu - é aceitar tudo o que vem com amor, resignação e com a certeza de ser o melhor, com vista ao crescimento interior e a uma maior valorização de tudo o que tenho de bom, deixando de me lamentar e focar no que perdi. Não é um processo fácil mas é possível, para quem acredita, tem fé e determinação em prosperar.

Para mim tem sido um desafio, talvez o maior de todos, que vale a pena, por todos os momentos em que já me sinto plena de amor, serena e feliz, comigo.

Só alcança a felicidade, esta de que vos falo: quem se ama incondicionalmente, aceitando-se tal como é; quem se perdoa pelas falhas cometidas e nunca desiste de melhorar; quem respeita os outros como a si mesmo; quem aceita o que a vida trás, com confiança na sabedoria do Universo e com a certeza de que tudo tem um sentido, uma razão de ser.

Uma vez atingido este estado de felicidade e consciência, estamos todos preparados para o melhor, porque valorizamos tudo de outra forma, com humildade e amor. Os problemas e os momentos de tristeza e dor, continuarão a existir, mas o que muda, definitivamente, é a forma de os encarar, de os viver!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.