Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Renascer aos 40

Para os que depois dos 40 começam uma vida nova... e para todos os outros também... "Nascer, morrer, renascer ainda, e progredir sempre..., tal é a lei."

Ama apenas...

adesivo-porta-retrato-4-coracoes-adesivo-de-parede

"O amor, ah, o amor. Sabias que mais de metade da humanidade não abre o coração com medo da rejeição?
Sabias que mais de metade dos homens esperam ser amados para poderem amar?
Sabias que muita, muita gente fica com o parceiro porque se sente amado, apesar de não amar?
Pensa assim.
Imagina que uma pessoa ama alguém.
Esse alguém não corresponde. Imagina que, em vez de ficar a vibrar por essa rejeição, essa pessoa apenas amava.
Apenas se concentrava no amor que sentia.
Sem esperar nada em troca. Apenas se concentrava na força da sua própria vibração. O que acontecia?
Acontecia que ela não se iria sentir rejeitada, e como tal não iria encolher o seu amor e viver na restrição.
Não. Ela amava.
Apenas amava. E isso subiria a sua energia de tal forma que, eventualmente, até poderia atrair o amor verdadeiro."

"O Livro da Luz - Pergunte, o Céu Responde",

de Alexandra Solnado

O problema é que tendemos a esperar sempre o retorno, dar para receber e não, dar apenas e só porque sim.

Se pensássemos e agíssemos assim, tudo seria bem diferente...

Arriscar...

image001.jpg

"Medo de errar. Esse é o problema. Todas as pessoas têm medo de errar. E em nome desse medo não arriscam, não crescem, não voam.

Mesmo que erres, ao arriscar aprendes, desbloqueias e ganhas autoconfiança.

E se errares, contas as armas, ficas triste, cuidas dos feridos e fazes o teu luto.

Errar também é aprender. Errar ajuda a crescer.

Dói? É claro que dói. Ninguém gosta de falhar. Mas se, em nome de não falhar, ninguém arriscasse, como estaria o mundo?

Se os conquistadores tivessem tido medo do mar, das desventuras marinhas, das tormentas e dos monstros, como seria hoje o mundo? Meia dúzia de países e mais nada.

Arrisca. Arrisca, mas coloca nesse risco o teu coração.

Arrisca por amor.

Não arrisques porque vais ganhar mais, porque vais receber isto ou aquilo.

Arrisca porque a tua alma suplica que avances, porque a tua intuição diz energeticamente que sim.

Arrisca, e vai à procura do mundo novo, só disponível para aqueles que acreditam piamente que podem voar."

Obrigada...

"Às pessoas que existem na nossa vida para torná-la mais leve: obrigada."

16178746_1351049604962932_6122993001310693017_o.jp

A ti, por por existires na minha vida e por me fazeres sentir "like a natural woman", ao grande amor da minha vida e a todos os que de alguma forma contribuem para que eu seja ainda mais feliz. A todos os que visitam este espaço e aos que partilham ideias e experiências - é desta partilha que nasce a luz e todos juntos podemos fazer mais e melhor -, O B R I G A D A !

Boa noite!!!

Ensina-me a amar...

Hoje, no carro, ouvi uma música, pela primeira vez, que me fez pensar... Será que nós sabemos amar???

Acho que ainda não, ainda temos muito a aprender...

 

Fica aqui a música e a letra:

 

https://www.youtube.com/watch?v=OdHybyh_oB4

 

Ensina-me a Amar  

Anselmo Ralph

 

As vezes é fácil pensar que amor

É dizer palavras lindas ao vento (sim)

As vezes é fácil pensar que amaar

É sentir no peito aquela dor e dizer eu te amo, (humhum)

Mas não é assim

Amor é muito mais do que aquilo que o mundo vê

Mas é só pedir a Cristo

 

Me ensina a amar

Me ensina a cuidar

Ó meu Senhor pois só tu sabes o que é real amor

Me ensina a amar

Me ensina a cuidar

Ó meu Senhor pois só tu sabes o que é real amor

 

Pois amar não é fácil

Nele não há inveja, nem mentira e sempre há compaixão (siiim)

Amor é um sacrifício

Amor não é indecente, sempre é crente e não é traição (naão)

Mas não é assim

Amor é muito mais do que aquilo que o mundo vê

Mas é só pedir a Cristo

 

Me ensina a amar

Me ensina a cuidar

Ó meu Senhor

Pois só tu sabes o que é real amor

Me ensina a amar

Me ensina a cuidar

Ó meu Senhor

Pois só tu sabes o que é real amor

 

Ooohooo

É Jesus Cristo que me vai ensinar

O verdadeiro amor

Porque ele deu sua vida por mim

E não há amor igual

 

Me ensina a amar (me ensina a amar)

Me ensina a cuidar (me ensina a cuidar)

Ó meu Senhor (Ó Jesus Cristo)

Pois só tu sabes o que é real amor (só tu, só tu)

Me ensina a amar (me ensina a amar)

Me ensina a cuidar (me ensina cuidar)

Ó meu Senhor

Pois só tu sabes o que é real amor (pois só tu sabes, só tu sabes)

Me ensina a amar (éhé)

Me ensina a cuidar (óhó)

Ó meu Senhor pois só tu sabes o que é real amor

Me ensina a amar (só tu sabes)

Me ensina a cuidar (só tu sabes)

Ó meu Senhor

Pois só tu sabes o que é real amor

Momentos a dois...

As viagens de casa para a escola e da escola para casa são o nosso momento, aquele em que falamos sobre tudo, partilhamos dificuldades, emoções, alegrias e tristezas. O que muitos, talvez a maior parte, fazem na hora da refeição, nós fazemos no carro - "privilégio" de sermos uma família de dois. Somos confidentes um do outro e entre nós não há tabus, falamos sobre qualquer assunto e todas as dúvidas - das mais intimas às mais universais, das mais simples às mais complicadas, de um pré adolescente de 11 anos (ele detesta que eu diga isto) -, são bem vindas e encaradas com naturalidade (gostava de poder partilhar algumas delas convosco, mas temo que ele não fosse gostar...). Respondo a tudo, da melhor forma que sei e posso, tendo em conta a idade, e partilho, também eu as minhas fragilidades, alegrias e tristezas.

Oiço e apercebo-me que muitos pais acham que não se pode partilhar tudo com os filhos e as fragilidades dos adultos devem ser disfarçadas e escondidas, mas reconheço que não sou assim... Admito perante ele que erro, que estou triste, que me dececiono, tal como acontece com ele, e choro sem pudor quando não dá para evitar. Desejo que o meu filho seja um homem com alma, que vive a vida intensamente, sem negar as emoções sejam elas quais forem e independentemente da opinião dos outros a respeito. O objetivo é que ele se ame em primeiro lugar e acima de tudo, apesar das fragilidades, com todas as qualidades e defeitos que tem - todos temos -, que se respeite e admire tal como é, para crescer forte e saudável, capaz de enfrentar tudo com confiança, certo de que nada acontece por acaso e podemos sempre enriquecer como seres humanos.

Para já e até à data, sinto-me muito feliz com o que vejo a acredito que ele estará mais bem preparado, para o futuro, do que eu. Uma coisa ele sabe... pode sempre contar comigo para o esclarecer e orientar!

A perfeição não existe! Sei apenas que sou a melhor mãe que posso e sei, que me esforço por ser sempre melhor, cometo erros, mas amo-o profundamente, daqui até à Lua e da Lua até aqui!

O meu filho, a melhor parte de mim!